01 02 03 Vanessa Sofia: Cahiers du Cinema - Hobbit: An Unexpected Journey 04 05 15 16 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 31 32 33

Cahiers du Cinema - Hobbit: An Unexpected Journey

34
Olá meninas, 3 posts num dia :p
Decidi criar esta rubrica para falar dos filmes que vou vendo. Estive muito reticente em fazer isto, mas não concordo nada sobre o que se diz pela blogoesfera em relação a certos filmes que decidi dar também a minha opinião. 
Gosto de ver cinema mas não qualquer tipo de cinema, gosto de ver bons filmes.

Decidi começar esta rubrica com o filme mais recente que vi: The Hobbit: An Unexpected Journey.

"A younger and more reluctant Hobbit, Bilbo Baggins, sets out on a "unexpected journey" to the Lonely Mountain with a spirited group of Dwarves to reclaim a their stolen mountain home from a dragon named Smaug"

Não vou perder tempo a contar a história, pus a tagline do filme em cima (desculpem estar em Inglês mas não tive tempo de traduzir). 
Este não é de todo um filme que eu fosse deliberadamente ao cinema para ver. Gosto de filmes que representem o real, não gosto muito de ver filmes fantásticos, mas como estou a estudar Cultura Medieval e o Tolkien é um escritor de referência nesta área lá fui eu ver o Hobbit. 

Aspectos positivos:
* Em termos técnicos este filme é espectacular! Fui ver a versão de 48 frames por segundo, no inicio estranha-se depois entranha-se. 
* A pós-produção do filme está muito bem feita. Normalmente consigo detectar as cenas que foram feitas a computador e coladas em cenários reais, neste tive alguma dificuldade.
* A direcção de arte e a fotografia.
* A banda sonora
* O Gollum - na primeira triologia este personagem tinha sido criado em computador, neste filme foi criado usando uma tecnologia groundbreaking - performance capture - que foi aperfeiçoada depois do Avatar e especialmente para este filme. O gollum aparece mais novo (esta triologia acontece 60 anos antes da outra) e para mim é o ponto mais alto do filme.

Aspectos negativos:
* Este filme é um drama e obedece a uma formula narrativa clássica, já bem conhecida de todos nós em todos os filmes de heróis. Muito resumidamente: O herói é abordado por um personagem, que acabará por ser o seu mentor, para ir numa aventura, primeiro recusa depois tem uma chamada de consciência e decide ir. Tudo começa bem, depois as coisas ficam mal mas no fim tudo acaba por ficar bem. - Não me cativou muito
* Os personagens passam a maior parte do filme a correr, espero que o Peter Jackon tenha pedido desculpa ao Tom Cruise por não o ter chamado para este filme :p 
*  A personagem do Gandalf, não sei o que se passa com a voz dele, tem um tom monocórdico que me irritou um bocado, é certo e sabido que o som destes filmes é normalmente dobrado em ADR e adicionado posteriormente, mas é suposto ser natural. Neste caso a voz do Gandalf é robótica de mais para o meu gosto. 
Também não sei que raio de feiticeiro é que ele é, anda sempre a passear (e a correr) com o chapéu e com o pau de um lado para o outro e não faz mais nada o filme todo. 

No geral não gostei muito deste filme e houve apenas 1 cena que me cativou bastanta: O confronto entre o Gollum e o Bilbo. E aqui temos o mote do filme "The Lord of the Rings". Como sabem a triologia do Hobbit é uma prequela á triologia do The Lord of the Rings e acho que eles dão inicio ao fio condutor muito bem. 

Como já tinha dito este não é o meu género cinematográfico preferido mas consigo reconhecer a grandeza deste filme e a cotação de 8.6 no IMDB. 

Alguma das meninas já viu este filme? O que acharam? O que acham desta nova rúbrica de cinema?? Acham que vale a pena continuar? 
 xoxo
Nexinha
35 36 37 38